Choque Cultural na China Parte 2

Choque Cultural na China Parte 2:
Entenda os Chineses com nosso Top 10 diferenças culturais

Choque Cultural na China

Choque Cultural na China: existe!

Continuando o assunto que começamos na parte 1 sobre choque cultural na China, lidar com chineses, seja em geral ou quando você está entre amigos, tem um lado que nem sempre vemos como normal, de primeira.

Aqui vão mais 5 coisas para prestar atenção em um viagem na China ou mesmo quando você estiver passando um longo tempo na em território chinês.

Se prepare e aproveite a parte 2 da nossa série de diferenças culturais que você encontra na China.

Caso você não tenha visto – Clique no link abaixo para ver a primeira parte da nossa série de diferenças culturais.

Choque Cultural na China Parte 1

Choque Cultural na China #6 – Uso do celular

Choque Cultural na China #7 – Banheiros chineses

Choque Cultural na China #8 – Exposição pública

Choque Cultural na China #9 – Escadas rolantes

Choque Cultural na China #10 – Fila

Choque Cultural na China #6 – Uso do celular

Choque cultural – primeiras impressões: Será que você está entediado com a minha presença..?

Então, é verdade que o uso do celular está se tornando um problema em todo o mundo, mas na Ásia, isso é muito visível. Na China isso não é diferente.

VOCÊ SABIA? – existe na verdade um termo para chamar os viciados em celular na China, 低头族 (di tou zu), que se traduz literalmente para bonde dos cabeças abaixadas!

Não é incomum ver um grupo de pessoas juntas em uma mesa num restaurante mexendo em seus celulares, sem trocar uma palavra. Na verdade, teve um caso recente em que uma mulher usou tanto seu celular, que sua mão ficou paralisada na posição em que ela segurava o celular. Muito louco, né?

Chinese Culture Shock - The Head Bowing Brigade
Choque Cultural na China – Bonde dos cabeças abaixadas

Celulares estarão quase sempre na mesa, perto de seus donos, para serem checados constantemente. Redes sociais na China são grandes também, fazendo com que muitas pessoas fiquem nos seus celulares checando e navegando pelos últimos apps mais populares – dentre eles o Douyin (Tik Tok), o tão popular app estilo Vine/Instagram.

Se você começar a usar o app, você vai começar a reconhecer músicas populares muito usadas no aplicativo.

E talvez você mesmo também se deixe levar até demais pelo aplicativo (palavras de uma viciada em Douyin – é de fato viciante.)

Mas o mais impressionante pra mim, que eu não consigo entender, é usar seu celular durante encontros. Tantas vezes, você vê casais no que claramente deveria ser um encontro, em restaurantes e bares, simplesmente nos seus celulares, sem trocar uma palavra, como se preferissem estar em algum outro lugar no mundo digital. Vai entender…

Entendo que às vezes é bom passar tempo junto, mesmo que cada um fazendo suas próprias coisas… tudo bem, acontece. A presença do outro é importante, mesmo que você precise resolver algo do trabalho. Mas marcar um encontro, um jantar, sair da sua casa e não trocar uma palavra com a pessoa que você se planejou para encontrar? Aí pra mim já é demais.

Também tenho observado casos frequentes em que amigos – principalmente mulheres – estão mais preocupados com suas contas no Instagram do que realmente aproveitando o momento.

Eu sei que isso não é uma coisa exclusiva da China, e sim uma epidemia ao redor de todo o mundo, mas mesmo assim, prepare-se para perceber esse fenômeno ainda mais claro por terras chinesas.

Choque Cultural na China #7 – Banheiros chineses

Chinese Culture Shock - Squat? You what?
Choque Cultural na China – Tem que fazer abaixado assim?
Choque cultural – primeiras impressões: Em que lado eu miro?!

Banheiros chineses existem de todos os tamanhos e tipos, mas tradicionalmente eles são usados agachados, em uma privada embutida no chão, longa e estreita.

Parece fácil, não é? Mas é que quando você pensa que já pegou o jeito da coisa, aparece um meio diferentão que faz você se perguntar por uns segundos em que lado você deve mirar.

Será que eu agacho olhando pra porta ou viro minhas costas pra porta e fico encarando a descarga? Miro no buraco ou miro nesse protetor aqui para evitar respingos??

Bem, na maioria das vezes a vontade de fazer xixi é maior do que as dúvidas e eu acabo mirando mesmo no que parece mais natural. Afinal, não tem ninguém lá dentro para te julgar mesmo ou avaliar como você encarou essa diferença cultural.

… Ah, e isso sem falar nos banheiros comunitários dos hutongs em Pequim. Não existem divisórias, nem no banheiro feminino. Todo mundo agachando juntinho e fazendo suas necessidade (seja lá quais forem) unidos.

Outra coisa que pra mim, como mulher que não é super malhada nas coxas, tão pouco mega flexível, a posição não é nem um pouco confortável e eu frequentemente preciso me segurar em alguma parede de apoio para não cair sentada dentro do vaso. Que situação, não é mesmo?

Choque Cultural na China #8 – Exposição pública

Choque cultural – primeiras impressões: Sério que isso precisa ser resolvido aqui, no meio de todo mundo?

Desde discussões fervorosas nas ruas, até ver crianças fazendo número dois no chão do metrô, num guardanapo, acredite, meu amigo, você vai ver muita coisa estranha aos seus olhos na China. Chineses não parecem ter o mesmo senso de vergonha das culturas ocidentais, portanto o que é público x privado às vezes se confunde.

Você raramente vai ver, em terras ocidentais, pessoas de pijama nas ruas e nos mercados, e também tem ficado cada vez mais raro ver crianças fazendo xixi na rua (que dirá fazendo número dois!). Brigas e discussões também geralmente acontecem em casa. Já na China…

Chinese Culture Shock - People
Choque Cultural na China – Muita gente!

Ver chineses brigando não é incomum, e às vezes, confesso, é até meio divertido.

Claro, não é que eu goste de ver violência, Deus me livre. Mas é interessante observar essas diferenças culturais e reparar certos comportamentos presentes na cultura chinesa.

Esse, na verdade, é um aspecto da cultura chinesa, que sim, causa um certo choque cultural em mim, mas eu geralmente respeito bastante.

Se um chinês tem um problema, ele vai falar na hora, não importa o lugar. Doa a quem doer. Eles brigam, e se resolvem. Afinal, porque ressentimentos precisam ficar guardados, esperando para serem postos pra fora no momento certo? Existe momento certo? Às vezes esperamos demais e o problema acaba nunca sendo resolvido. Então tá aí um hábito que eu respeito.

… Mas isso de ver crianças fazendo número dois na rua, eu passo. Não precisava ver…

Choque Cultural na China #9 – Escadas rolantes

Chinese Culture Shock - I'm not moving!
Choque Cultural na China – Deixa eu passar!
Choque cultural – primeiras impressões: Por que não ficar parado do outro lado?

Chineses parecem sempre estar com pressa, mesmo quando não tem necessidade. Pressa para entrar e sair do metrô, causando uma confusão que acaba atrasando o processo ainda mais (veja o tópico ‘fila’ abaixo), ou mesmo pressa quando vão passear, passando super rápido pelos pontos turísticos e parando só para uma foto.

Mas quando a pressa é necessária e você precisa subir ou descer rápido pela escada rolante, economizando tempo, sempre, eu digo SEMPRE, tem uma pessoa parada no caminho. Sem motivos, só porque a pessoa decidiu ficar parada ali do lado esquerdo, onde deveria ser o lado de passagem.

Tudo bem que no Brasil a gente também não tem esse hábito, mas ele existe na China. O problema real é que algumas pessoas insistem em desrespeitar. Além disso, geralmente estão no celular e nem prestam atenção que você está ali querendo passar.

Isso significa que você não pode ter vergonha em pedir passagem. Só assim que o desavisado vai sair do seu caminho.

Mas às vezes, mesmo assim, você vai encontrar pelo caminho uma teimosa ayi (senhora chinesa) que vai se recusar a aceitar sua existência e vai continuar ali no seu caminho.

Nesses momentos de frustração, eu geralmente respiro fundo e aproveito a oportunidade daqueles 30 segundos perdidos para me acalmar, e controlar aquela raivinha cotidiana que sempre vem por motivos bobos como esse.

Choque Cultural na China #10 – Fila

Choque cultural – primeiras impressões: Seria mais rápido se tivesse uma fila…

Por mais frustrante seja chegar em um lugar e ver uma fila de gente esperando, filas de fato fazem as coisas andarem mais rápido. Além de garantir e organizar que a vez de todo mundo vai chegar.

Então… Por que não esperar um pouquinho?

Isso é uma coisa que todo estrangeiro que mora na China vivencia no dia a dia, e algo que eu vivo todos os dias quando vou e volto do trabalho de metrô.

Chinese Culture Shock - Small space, big crowds
Choque Cultural na China – Pouco espaço pra muita gente

Muita gente vai correr para a porta para sair do trem, mas como todo mundo também faz isso para entrar no trem, você acaba ficando preso no meio, numa luta pra ver quem sai ou entra primeiro. Todo mundo tentando, sem sucesso, ocupar o mesmo lugar naquele ínfimo espaço que claramente não cabe todo mundo.

Se as pessoas simplesmente esperassem as outras saírem para entrarem, seria tão mais rápido! Além do que, todo mundo que quer entrar, também quer entrar ao mesmo tempo, o que causa um empurra empurra danado.

Acredito que você consiga imaginar o caos que é 20 pessoas tentando entrar juntas no metrô enquanto 10 tentam sair. Tudo ao mesmo tempo.

Mas, eu estaria mentindo se dissesse que às vezes, (só às vezes mesmo) eu não vejo graça nesse caos sem-fila. Sempre tem alguém reclamando, ou alguém correndo pra entrar e ficando quase preso na porta… além de despertar seus instintos mais primitivos de sobrevivência enquanto você empurra as pessoas para conseguir seu lugar ao sol (no metrô, no caso).

Conseguiu entender chineses e a cultura chinesa um pouco mais com esse choque culturais?

Existem muitas diferenças culturais que me fazem questionar a realidade e a vida na China, e me abalam culturalmente. Mas isso é tudo parte da cultura de morartrabalhar, ou estudar fora. A China e os chineses abriram meus olhos para uma diferente cultura e modo de viver. Apesar deles fazerem coisas de maneiras diferentes, o choque cultural não tem que ser uma coisa ruim se você estiver aberto.

Veja como se você estivesse aprendendo algo novo. E mesmo que enquanto você tente entender a cultura chinesa e suas diferenças culturais existam coisas que te deixem… sem entender nada, está tudo bem. Nem tudo precisa de explicação, apenas de respeito.

Quer mais da LTL?

Se você quer ler mais histórias da Escola de Mandarim LTL e saber mais sobre a China junte-se à nossa lista de mailing. Nós sempre enviamos informações e dicas sobre aprender chinês, apps úteis na China e tudo mais que está acontecendo nas nossas escolas. Assine abaixo e faça parte da nossa comunidade!

.

Deixe um comentário

You will get a reply from us
Your email address will not be published. Name and Email are required.

Faça-nos uma pergunta!
  • LTL Avatar Alexander Krasnov
    Alexander Krasnov , Student Advisor

    Bem-vindo à LTL Mandarin School!

    Como posso ajudá-lo?