Setembro de 2007

A LTL é fundada por Andreas Laimböck

Nascido em Frankfurt, Andreas veio para a China pela primeira vez em 1999 e começou a estudar mandarim em Pequim em 2002. Trabalhando para diferentes empresas internacionais na área médica em Pequim, continuou estudando mandarim e ajudando amigos recém chegados a organizarem seus cursos de chinês.
Show More »

Depois de muitas tentativas falhas e muitas histórias de progresso lento e má organização, a falta de uma escola de idiomas confiável que oferecesse um curso de mandarim de alta qualidade ficou bem aparente.

Em 2007 enquanto vivia em um belo Hutong na parte antiga de Pequim, ele decidiu começar uma escola de mandarim para mudar este quadro. A escola então começou a funcionar em uma cafeteria no Distrito Central de Negócios, bem do outro lado da rua onde estamos localizados agora.

O plano inicial era chamá-la de “Spaghetti Chinese” mas felizmente um amigo com um pouco mais de experiência em marketing convenceu Andreas de colocar o nome como LTL (Live The Language).

Hoje em dia, Andreas mora em Pequim e ainda é o dono e diretor da Escola de Mandarim LTL.

Andreas em 2017

Janeiro de 2008

Nossa primeira Diretora de Estudos: Tina Xiang

Após trabalhar por quatro anos como professora de chinês, Tina decidiu encarar o desafio de construir o time de professores de mandarim da LTL. Sua primeira decisão foi não contratar professores apenas como meio-período, como todas as escolas de mandarim faziam na época, mas sim oferecer contratos de trabalho em tempo integral. Show More »

Os contratos incluíam salários estáveis e pacotes de benefícios anuais, incluindo folga por doença e licença maternidade, assim como seguro saúde, aposentadoria e auxílio desemprego. Naquela época, isso era altamente incomum, mas a oferta acabou se tornando um forte incentivo. Em apenas poucos meses, nós tínhamos os melhores e mais experientes professores de chinês em Pequim trabalhando conosco.

Tina trabalhou como nossa Diretora de Estudos em Pequim até 2013 quando ela tirou uma licença maternidade de um ano para cuidar de seu bebê. Após esse período, ela se mudou com sua filhinha para  sua cidade natal, Chengde, para liderar nosso time de chinês de lá.

Hoje, Tina é nossa Diretora de Estudos em Chengde, mas anda ama ensinar e instruir estudantes no Programa de Imersão em Chinês.

Tina com o time de professores de 2011

Abril de 2009

A primeira escola em Pequim

Depois de cinco meses de construção e argumentações que pareciam intermináveis, nós finalmente nos mudamos para o nosso primeiro lar em Abril de 2009. No 16º andar do prédio “Sunshine 100”, bem no centro de Pequim, nós tínhamos quatro salas de aula, uma cozinha, uma área para lanches, um escritório pequenino e uma linda varanda com vista para Pequim. Show More »

Nosso design de interiores Sra. Liang Min do Instituto de Tecnologia de Pequim criou um ambiente claro e aconchegante que se transformou rapidamente na nossa casa e também na casa de nossos estudantes.

Ela também escolheu por cobrir todas as paredes das salas de aula com vidro, para que elas também pudessem ser usadas como quadros de escrita. Isso permite aos professores se moverem mais ao redor da sala, o que se encaixa bem com nosso estilo interativo e dinâmico de ensinar.

Liang Min foi a responsável pelo design te todas as nossas escolas de idioma LTL, incluindo nossa primeira extensão no 19o andar, a mais nova no 29o andar e a nossa escola em Xangai. Hoje, ela mora e trabalha em Milão, Itália.

Renovação do 16° andar da nossa primeira escola

Junho de 2009

Nossa primeira estadia em casa de família

Desde o começo, o objetivo da LTL era criar um ambiente de imersão para os estudantes que queriam aprender mandarim o mais rápido possível. Entretanto, como ainda estávamos construindo nossa reputação, a maioria dos nossos estudantes eram estrangeiros que já viviam em Pequim e estudavam chinês meio-período, após o trabalho. Show More »

Nossos professores iam em suas casas ou escritórios para ensiná-los mandarim algumas vezes durante a semana, no fim do expediente de trabalho. Isso significa que eles tinham oportunidades limitadas de estar em um ambiente de imersão e apenas algumas horas de aula durante a semana não eram o suficiente para um progresso rápido no idioma.

Entretanto, em 2009, nós conseguimos crescer o suficiente para começar a nos focar na nossa missão principal: programas de aprendizagem do idioma de maneira rápida para estudantes que estavam vindo para a China para estudar em tempo integral. Isso significava oferecer muito mais do que apenas aulas. Estadias em casa de famílias, vistos, eventos sociais, e suporte 24 horas eram vitais para o sucesso do programa. E foi então que em 2009 – nosso primeiro ano oferecendo esse serviço – nós tivemos três estudantes integrais vindos de fora para estudar na China. A primeira (Susanne, da Alemanha) chegou em Junho e ficou em nossa primeira casa de família em Pequim por dois meses. A família Zhang era um casal aposentado que vivia no prédio oposto ao da nossa escola, além de serem amigos do tio de um de nossos professores. O filho deles tinha se casado e se mudado, o que significava que eles tinham um quarto disponível e bastante tempo livre. O Sr. e a Sra. Zhang nunca tinham viajado para fora do país, não falavam uma palavra de inglês e nunca tinham tido nenhum contato com estrangeiros. Era uma experiência nova para os dois lados e, após passados os primeiros desafios iniciais de comunicação, tanto  Susanne como a família Zhang amaram o tempo que passaram juntos.

Susanne passou no seu teste HSK e voltou para a LTL no ano seguinte. A família Zhang continuou recebendo alunos da LTL até 2013, quando resolveram se mudar para outra cidade para ficarem mais próximos de seu filho e neta.

William com sua mãe emprestada, Sra. Su – Pequim

Janeiro de 2010

O Programa de Imersão em Chinês

Nós sempre soubemos que para alcançar um progresso rápido do idioma nós tínhamos que fazer com que nossos alunos falassem mandarim não apenas durante as aulas, mas também fora da escola. E nós estávamos desempenhando um excelente trabalho fazendo os estudantes falarem muito chinês nas aulas e, em casa, praticando mandarim com suas famílias chinesas. Show More »

Entretanto, durante feriados, eventos sociais e vida noturna em Pequim, existiam muitas tentações em falar inglês com outros estudantes, expatriados ou chineses que falavam inglês.

Sabendo que isso não era o ideal, nós tentamos alcançar nosso objetivo de várias maneiras diferentes, incluindo pedindo que nossos estudantes prometessem não falar nenhum outro idioma que não fosse o mandarim. Os resultados não eram satisfatórios. Os estudantes acabavam aprendendo os erros gramaticais de outros estudantes. Como Pequim é uma cidade bastante internacional, com uma grande população de expatriados, vida noturna internacional e um crescente número de falantes da língua inglesa, ficou claro para nós que seria impossível proporcionar uma experiência completa de imersão nessa cidade.

Então nós começamos a procurar pela perfeita cidade de imersão para aprender mandarim. Foi bem mais difícil do que estávamos esperando. Fora do nordeste da China, os locais falavam dialetos muito fortes, o que fazia com que um programa de imersão para estudantes do mandarim padrão fosse impossível. As maiores cidades do nordeste da China, todas tinham comunidades de expatriados de tamanho considerável, possibilitando várias oportunidades de falar inglês, e as menores cidades eram industriais, sem falar na temperatura durante o inverno que chega a -40 graus.

E foi depois de muitas viagens e pesquisa que nós finalmente achamos a cidade perfeita para completar nosso programa de imersão: Chengde.

A antiga capital de verão da China foi o lugar de nascimento do mandarim e o padrão 普通话 foi codificado em Chengde em 1952. A cidade não tinha comunidade de expatriados até então, e ninguém sabia falar inglês. Ao mesmo tempo, Chengde era uma cidade linda, livre de poluição do ar, localizada nas montanhas, patrimônio mundial da UNESCO e casa do antigo Palácio Imperial de Verão, com trilhas incríveis e várias oportunidades para a prática de esportes. Com meio milhão de pessoas, Chengde ainda oferecia todas as facilidades de uma cidade e os nativos eram famosos por sua hospitalidade.

Maio de 2010

Nosso primeiro estudante em Chengde

Em 25 de Maio de 2010, tivemos nosso primeiro estudante indo para Chengde para estudar e viver com uma família chinesa. No segundo dia após sua chegada, oficiais do governo foram até a casa da família para discutir a situação. Eles não tinham um estrangeiro vivendo na cidade deles desde a Segunda Guerra Mundial e não tinham certeza de como lidar com a situação. Show More »

Após vários encontros, telefonemas e vários dias de debate eles finalmente decidiram que não tinha problema nenhum em alguém viver em Chengde para estudar mandarim. Nós fomos autorizados a continuar nosso programa. Nós não imaginávamos o quão pouco o governo de Chengde conhecia sobre estrangeiros e foi um período bem interessante para nós. Assim que tudo ficou resolvido, o programa de três semanas foi um sucesso enorme e ficou bem claro o quão mais rápido estudantes conseguiam aprender mandarim num ambiente de imersão total.

Até hoje nossos estudantes são os únicos estrangeiros vivendo em Chengde. Para garantir a experiência de imersão completa, nós nunca temos mais de dez estrangeiros estudando juntos na cidade. Em um lugar onde a população é de 500 mil habitantes, as chances de um estudante esbarra com um dos outros nove é bem pequena. O governo hoje em dia nos dá bastante suporte e os dois oficiais que foram visitar nosso primeiro estudante depois pediram para fazer parte do programa, abrindo suas casas e suas famílias acolher nossos estudantes possam ficar durante o período.

Estudando em Chengde

Junho de 2011

A extensão da escola

Pouco a pouco nós fomos construindo nossa reputação como o melhor lugar para estudantes que queriam um programa de imersão e melhorar seu mandarim rápido. Como resultado, nós começamos a ficar sem espaço e tivemos que construir uma extensão da escola no 19º andar, o que nos proporcionou uma adição de 6 salas de aula.

Nós mantivemos a extensão até 2014 quando nos mudamos para a nossa nova escola de Pequim no 29º andar do mesmo prédio.

Setembro de 2011

Nosso primeiro estagiário

Nós percebemos com o tempo que muitos dos nossos estudantes não queria apenas aprender mandarim, mas também ganhar experiência na China. Ensinando mandarim para funcionários de muitas empresas internacionais, nós já tínhamos bons contatos de departamentos de RH e começamos a oferecer então nosso programa de estágio na China.

Hoje, a maioria dos estagiários combinam estudar mandarim com trabalhar em uma empresa em Pequim ou Xangai.

Novembro de 2011

Zhongwen entra na LTL

Zhongwen juntou-se ao time da LTL Chengde team em Novembro de 2011. Antes da LTL chegar na cidade, não haviam oportunidades para ensinar mandarim por lá, já qua não existiam estrangeiros em Chengde. Show More »

Zhongwen entretanto, sempre soube que ensinar mandarim era seu destino, assim como seus pais, já que escolheram sei nome como 仲文 (Zhongwen) cuja pronúncia é a mesma que 中文 (Zhongwen – Mandarim).

Assim que ela soube sobre uma escola de mandarim na cidade, ela se inscreveu imediatamente para fazer parte do time e se tornou um de nossos membros mais valiosos.

Zhongwen hoje é nossa diretora da escola de Chengde e é o coração e alma do time de lá. Ela organiza aulas e estadias em casa de família, ajuda os estudantes a fazerem amizades locais, organiza trilhas e está sempre presente para quando alguém precisa. E mesmo após todos esses anos, ela ainda busca todos os estudantes na estação de trem.

Zhongwen em atividade com os estudantes

Setembro de 2012

Alexander Krasnov entra na LTL

Alex juntou-se ao nosso time como conselheiro estudantil em 2012. Naquela época ele organizava todos os programas integrais de língua chinesa para os estudantes da LTL em Pequim e Chengde. Ele continuou a fazer isso até 2016, quando se mudou para Zangai para se tornar nosso diretor da escola LTL Xangai.Show More »

Alexander ama aprender novas línguas.Poliglota, fala 11 idiomas diferentes, incluindo, claro, fluência em mandarim. Ele ainda comanda a escola em Xangai hoje em dia, e vive com sua esposa chinesa no distrito de Xuhui, a poucos minutos de caminhada da nossa escola.

Dezembro de 2012

Primeiro ano sabático

Luke foi nosso primeiro estudante integral do nosso programa de ano sabático. Ele começou do zero, como iniciante no idioma, e durante o ano nós o levamos para fazer seu teste HSK 6, o colocamos morando com uma família chinesa e participou ainda do programa de imersão.Show More »

Nós sempre achamos que com um programa bem planejado, incluindo estadia em casa de família, imersão e aulas intensivas com bons professores era possível levar um iniciante na língua ao nível HSK 6 dentro de um ano. Entretanto, com o Luke foi a primeira vez que conseguimos colocar nossa teoria em prática, e foi ótimo vê-la funcionar na vida real.

Hoje nós oferecemos muitos programas diferentes de ano sabático para estudantes na China. Eles são sempre personalizados e podem incluir componentes diferentes, desde cursos de idioma, programas de imersão à opções multi-cidades e estágios.

Contudo, aqueles que seguem os mesmos passos que o programa do Luke são os que nos fascinam mais. Ver um estudante que chegou na China mal sabendo dizer “ni hao” sair com um certificado HSK 6 um ano depois é uma experiência incrível.

Luke durante seu ano sabático chinês

Maio de 2013

Nossos primeiros apartamentos compartilhados

A LTL ama ambientes de imersão, mas tivemos que reconhecer que às vezes alguns estudantes queriam mais liberdade e não queriam ficar em uma casa de família chinesa. Nós decidimos então começar a oferecer a opção de apartamentos compartilhados em Pequim. Lá, nossos estudantes tinham total privacidade, mas ainda moravam com colegas de quarto chineses. Show More »

Os apartamentos compartilhados também eram localizados em uma parte bem chinesa de Pequim. Apesar de estar a apenas quatro estações de metrô de distância da nossa escola no centro de Pequim, poucos estrangeiros moram na área.

Exceto pela rua de bares que foi desenvolvida perto do Grande Canal que corre ao sul da área mais desenvolvida, pouca coisa mudou na área, e nossos apartamentos compartilhados estão localizados por lá até hoje.

Maio de 2014

A nova escola em Pequim

Com nossa reputação crescendo, nós começamos a ficar sem espaço de novo e precisamos expandir. A gente não queria deixar nossa localização no centro de Pequim, então nos planejamos para mudar para 29o e 30 o andar do mesmo prédio.Show More »

Os dois andares são conectados por uma escada, então finalmente conseguimos ter todas as salas de aula em um só lugar novamente. Além disso, nós também percebemos a importância da nossa varanda para que os estudantes conseguissem se misturar e fazer amizade mais rápido, portanto nós precisávamos de um lugar com uma boa área externa de novo.

A enorme área ao ar livre de 70m2 no 30o andar com uma vista incrível de Pequim fez a diferença para fecharmos negócio, e depois de cinco meses de renovações – e vários problemas com a empresa de construção – nos mudamos para nossa nova localização. Enquanto muitas escolas foram obrigadas a se mudarem por causa do grande aumento no preço do aluguel com o passar dos anos, tivemos sorte em ter fechado negócio com nossa nova escola antes dos preços aumentarem loucamente. Isso nos possibilitou permanecer no mesmo local no coração da cidade.

Atividades na área externa da LTL Pequim

Learn Chinese in Shanghai with LTL
Abril de 2016

LTL Xangai

Com o passar dos anos, muitas pessoas começaram a nos perguntar se não poderíamos oferecer aulas de chinês em Xangai. Entretanto, nos preocupávamos em não conseguir oferecer o mesmo serviço de qualidade pelo qual ficamos conhecidos se administrássemos aulas em Xangai de tão longe. Show More »

Mas, em 2015, um de nossos funcionários de longa data, Alexander Krasnov, decidiu se mudar para Xangai. Essa era a nossa chance de finalmente levar nossas aulas de chinês e experiência em imersão para outra cidade.

Como Pequim, nós criamos nossa escola em Xangai bem no meio da cidade, e mantivemos os mesmos conceitos de grupos pequenos de aulas de chinês, vários serviços sociais, suporte, estadia em casa de família, estágios, e apartamentos compartilhados com foco no rápido progresso da língua chinesa.

A LTL Xangai tem tido muito sucesso e, com oito salas de aula agora, a LTL Xangai é ainda um pouco menor do que a escola de Pequim, mas a diferença já não é mais tão grande.

Área comum principal em Xangai

Janeiro de 2017

Nossos primeiros estudantes multi-cidades

Agora com três escolas (Xangai, Pequim e Chengde) nós decidimos começar a oferecer um curso de chinês multi-cidades na China. Isso permitia nossos estudantes a ter a experiência de viver em três cidades diferentes durante o mesmo programa. Show More »

Alex e William eram dois amigos do Reino Unido que decidiram passar nove semanas do seu ano sabático estudando mandarim na China. Eles foram nossos primeiros estudantes participantes do programa multi-cidades. Eles começaram passando três semanas na internacional Xangai, onde é mais fácil a adaptação. Depois se mudaram para a tradicional Pequim e ficaram por mais três semanas, até completarem o programa totalmente imersos em Chengde.  Em todas as cidades eles ficaram em casa de família chinesa e fizeram um intensivo de quatro horas de aula em um grupo pequeno de estudantes, mais duas horas de aulas individuais diárias. Os dois começaram o programa como completos iniciantes e terminaram com o nível 2 do HSK em apenas nove semanas. Isso quer dizer que em apenas dois meses eles aprenderam mais mandarim do que muitos vão aprender em toda a vida.

O programa multi-cidades foi um grande sucesso e hoje é uma das nossas opções mais populares. Especialmente para estudantes que querem vir para a China por um período mais longo de tempo, geralmente em ano sabático, antes ou depois de escolherem suas universidades, e querem vivenciar três cidades diferentes durante seu programa de chinês.

William em um jantar na escola de Pequim

LTL Quick Facts

Courses Offered